Em 1998 fomos, os artistas da Cia Teatral Martim Cererê, convidados como representantes do Brasil para abrir o FITEI (Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica) na cidade do Porto. O espetáculo era um dos que mais amamos fazer: NA CARREIRA DO DIVINO do dramaturgo paulista Carlos Alberto Sofreddini e era a primeira vez que a Companhia saía do Brasil, todos estávamos muito entusiasmados.

Só quando entramos no Teatro Nacional São João, esta preciosidade que se vê na fotografia, caiu a ficha. Trememos. A obra falava de uma família de camponeses em busca de um canto de terra onde pudesse viver e em contraste com a maravilha deste teatro causou enorme comoção.  Atores costumam guardar muitas memórias de seus percursos por palcos do mundo. A minha memória deste lugar é, ainda hoje, emocionante. Foi com este teatro lotado e os aplausos comovidos do público que a cidade do Porto se revelou pra mim. 

Depois voltei a ele com outros seis espetáculos diferentes e a cada vez a mesma sensação de estar representando dentro de uma obra de arte incomparável.

 

Sobre o Blog

Leia o Artigo Zero e conheça Marcos Fayad e a proposta do blog Pensar Não Dói.

Siga o Marcos Fayad

 

Arquivo de Posts

 

 


2011. Pensar Não Dói - Blog do ator e diretor Marcos Fayad. Reprodução permitida desde que citada a fonte.
contato@pensarnaodoi.com.br